quarta-feira, 14 de maio de 2008

Jaraguá do Sul


Quando você percebe que se tornou maior que as coisas? Quando vem uma vontada imensa de sair andando pra lugar nenhum?!

Quando se perde o rumo das coisas, é engraçado tentar sair de sim mesma e dar risada da situação. As pessoas são estranhas. Elas buscam extraordináriedade em seus dias mas não se permitem olhar para as coisas com outra perspectiva. Quem é melhor? O cara inconstante, que não sabe se fica com a maionese de pimenta, a que vem com alho, ou a com ervas finas - que no fundo só tem cebolinha - ou a tradicional? Ou aquele que nem se quer prova pra saber se ao menos é bom ou ruim de verdade? Sentir o cheiro das coisas não é o mesmo que provar. E eu sempre quero tocar. Acordo todos os dias no mesmo horário, até mesmo no final de semana, tudo bem que depois de desligar o celular volto a durmir, mas acordei! Depois pego o ônibus com as mesmas pessoas, que sempre insisto em sorrir pra elas, agora até ganho um bom dia! Chego no trabalho e são sempre tantas coisas. Mas não deixo de rir. Depois caminho sem fôlego algum até chegar na faculdade, onde não estudo o quanto deveria estudar, não me esforço o quanto deveria me esforçar. Mas sempre quero ficar mais. Mesmo sabendo que em algumas horas tudo começará de novo. Mas onde está a diferença?! Está no bom dia que ganho toda manhã que não é igual. Nas risadas e reflexões amareladas que tenho todos os dias por situações diferentes, de maneira diferente. A diferença está em sempre não querer pegar o último ônibus pra voltar pra casa, mas na tragetória do caminho perceber que foi a melhor escolha.

Não queira que a música de sua vida seja epitáfio. Acenda o cigarro no meio. Corra e perca o celular. Permita que aquela pessoa que você subjuga se aproxime e te faça rir. Alegre-se pela melhor encaçapada de sua vida, mesmo sabendo que ela jamais acontecerá novamente. Corte seu dedo e prove seu sangue. Veja que por mais que o beijo desejado não tenha acontecido, ainda pode-se desejar com olhar. Transbordar! Ser maior do que se é. Mesmo que isso te exija mudanças, não espere coisas boas, perceba as pequenas. Queira o que não se pode explicar aos normais.

São nesses dias contáveis e intermináveis que as coisas acontecem, mas ainda assim, me fazem desejar sossego em outro lugar!

8 comentários:

michelito disse...

Hola, mi hermanita!

Talvez vc dê risada, ou constate q não bato bem da cabeça, mas mesmo assim vou escrever: nem sei se vc lembra de um clipe da Christina Aguilera...(http://www.youtube.com/watch?v=Qk_JH7Y9uJo).
pois bem: acredito que a guria foi feliz em retratar transformações, "sair do casulo", etc, etc, e etc.
Pode ser que isso seja apenas uma minúscula parte do processo doloroso e delicioso de ser humano...

beijocas, beijocas, beijocas... saudade absurda!

mariana disse...

pq eu te deixei confusa?

Thais disse...

adoro o jeito q vc escreve, das suas pequenas revoltas mundandas, e tbm do seu conformismo com algumas coisas...
não sei o que quis dizer ao certo, mas acho q vc entendeu!
;*

.Marina P. Menegusso; disse...

amo!

Insolúvel. disse...

Acenda o cigarro no meio!Corra e perca o celular!...O último parágrafo me fez rir..
Mas muito legal esse seu texto. Com palavras assim, não resta dúvidas de que vc é maior que o mundo..
Beijos, jack!

.Marina P. Menegusso; disse...

Permita que aquela pessoa que você subjuga se aproxime e te faça rir.

gostei dessa frase. deu certo comigo no final de semana! *.* :)

beijos!

andrey disse...

muito bom ;)

Leca disse...

Gostei, Jaque!
:D

Te linkei no meu blog, ok?!
Beijos!