sexta-feira, 13 de junho de 2008

SORTE. AZAR.

Dias dos namorados seguido de SEXTA-FEIRA TREZE. Seria um sinal? Momento de inspiração. Gato Preto. Zica. Se eu abrisse um circo hoje o anão crescia. Inferno astral. CRISE DOS VINTE E UNS. Esses são uns dos assuntos que imperam as rodas punk iguaçuensses. (Habitantes inóspitos de sua própria hospitalidade). Mas diante da data festiva recentemente comemorada uma coisa me fez pensar. EX.


Frase em discussão: Se ex fosse bom, não seria ex!

Como assim? Algumas vezes, diante das intensas batalhas internas que enfrento, me sinto diferente do mundo. Mas outras, tão normal. Então me deparo com frases como essa. DEFINITIVAMENTE eu tenho sérios problemas. De todas as pessoas com quem me relacionei de uma forma mais consistente e com transmissões QUASE que reciprocas de sentimentos, não há nenhuma a qual eu tenha qualquer tipo de maus sentimentos. Não desejo, e creio que em sã consciência, não desejei que estas pessoas estivessem mortas, enterradas, ou que sumissem numa nuvemzinha de lógica, do tipo: você não me quer mais, por tanto eu na realidade nunca te quiz. Não te querendo, você passa a não existir. E PLUFT! Nããããããããããooooo. As coisas não são assim. Não pra mim. Fiquei pensando tanto nisso que cheguei a conclusão: Nunca deixei de gostar das pessoas com quem estive. E acredito que não deixarei jamais. Desde o garotão mulherengo que disse que não queria namorar por ser muito novo e um mês depois estava desfilando com sua namorada - que durou sei lá, mil anos. Até o relacionamento maduro e cheio de afinidas que não deu certo por uma má jogada dos dados divinos. É... se cada um deles, desde os tais amores as reais paixonites, se fosse permetido eu estaria com cada um deles até hoje. Sim isso é fato. Por que não são as coisas ruins que passamos que se sobressai. Cada um contribuiu para que eu me torna-se quem sou hoje. Cada um a sua maneira me proporcionou felicidade no tempo que nos coube. O fato de não estarmos mais juntos, o fato deles terem optado por novos amores, não me dá o direito de amaldiçoá-los e maldizê-los, afinal... se o primeiro garotão, de tantos anos atrás, não tivesse me deixado com palavras tão amáveis, porém, pouco reconforntantes, talvez não tivesse conhecido as pessoas que conheci. Como costumo dizer tudo é um cliclo. Relacionamentos que aparentemente não deram certo, foram na realidade uma preparação para o próximo que estava por vir. É assim que eu vejo. Sempre um contribuindo pra evolução do outro. Sendo assim, todo mundo pode ser bom pra alguém, mesmo não estando mais junto!








(!)Queria falar sobre tantas coisas. Mas se colocar tudo aqui,
se transformará numa salada e ninguém vai entender nada, nem mesmo eu.
(!) No próximo post explico a parte da crisedosvinteeunseoinfernoastral.
(!) Ok?!
(!)Andrey, você apareceu! Obrigada!
(!) Leca, qual é o link do seu blog?!
(!) É Poléxia, Carô!

6 comentários:

Thais disse...

exatamente...
concordo com cda palavra e cada virgula...
mas vc sabe que existem algumas exceções não é mesmo??
Beijos!

Paty disse...

Eu até concordo em partes, creio que temos que passar por certas coisas pra crescer. Mas "se fosse permitido eu estaria com cada um deles até hoje" ah não, podemos até ter todo um carinho, pois essas pessoas nos proporcionaram bons momentos, porém se terminou é que algo não estava mais dando certo, então durou um tempo relativamente certo pra servir de aprendizado e bons momentos, mais que isso ia estragar, vocês iriam se odiar e nem os bons momentos iriam sobreviver. Mas sou suspeita pra falar, porque convenhamos, eu tenho um gosto um tanto quanto peculiar!

Cá. disse...

Lembrei!

"O som cada vez mais alto e nem por isso ouvem mais.." rrsrsr
como fui esquecer?

Cara, eu não sou a pessoa com mais ex namorados do mundo, mâaaas os dois que tenho quero muito bem! Gosto tanto deles que nem me cabe e tudo o que desejo é que eles se realizem em suas vidas! :) Não consigo amaldiçoar quase ng, principalmente quem fez parte da minha vidinha.

michelito disse...

rsrsrsrs... entonses:

Queria ser uma pessoa desprovida de egoísmo, ser doce, delicado e pueril... mas a bem da verdade é que eu já quis que mta gente fosse pra puta que o pariu!(rs... e pelo meu jetinho nada fácil de lidar mta gente deve ter desejado o mesmo... uerever) Algumas dessas pessoas eu me arrependo... outras nem tanto... mas eu pontuo algumas coisas:

1) Definitivamente sabemos mto pouco sobre o amor... pois podemos escrever e pensar coisas lógicas, belas e autruístas, mas em dado momento somos mesquinhos e egoístas... é aquela história do refrão da música do kid abelha: eu quero vc como eu quero...

2) Que todas as pessoas que passam na nossa vida (falando em relacionamentos amorosos) nos preparam para relacionamentos mais maduros... e que as perdas são inevitáveis...

3) Que cada vez menos eu creio no amor romântico ou amor verdadeiro(nesse sentimento que foi incutido na cabeça da gente por mtos séculos). As pessoas são diferentes... e justamente por isso cada um ama de um jeito diferente... não quer dizer que ama menos ou não ama. Mas, pelo menos eu, já me peguei mtas vezes querendo "padronizar" as coisas, a forma de amar.

Beijocas.. te amo, garota que odeia coca!

=)

. a-mah-rela. disse...

oh shit! que coisa.
.tenho que concordar com alguem que disse aqui: "Mas "se fosse permitido eu estaria com cada um deles até hoje" ah não!" -concordo!
realmente contribuiram para outros relacionamentos, mas eu nao gostaria de estar com cada um dos três anteriores nao! rsrsrsrsrs! isso é um tanto cômico!
.Cara, outra coisa que tenho que concordar! Se ex fosse bom, não era ex. :| e vc sabe mto bem disso (quanto a mim, claro!)
.mais uma: dia dos namorados meio que amaldiçoado mesmo esse desse ano, seguido de sexta 13! hahaha! mas eu sobreviví! =)


te aaamuo! ;*

Insolúvel. disse...

Hey, Jack! Sua frase criou polêmica por aqui, não?
Bom, eu acho que tb não estaria com os "ex" até hj, mas tb não desejo mal a eles, mas é complicado de explicar...Existem casos e casos...
Apesar de cada situação ser diferente, eu tb não entendo como as pessoas fazem tudo que foi construído em tanto tempo desaparecer em poucos minutos, como se não tivesse existido, ou mudado alguma coisa para elas... Negar tudo que já disseram ou fizeram pelo outro, vai entender!
Mas é isso aí, Jack! Todos sobrevivemos a sexta-feira 13! Huahauhauhauahuah
Beijo! =**