sexta-feira, 11 de agosto de 2006

Primeira carta da Jackoulândia aos Bruxinhos



No post anterior não pude desenvolver todo meu pensamento porque meu teclado é fêmea e parou de funcionar do nada.

Normalmente quando veio escrever sempre tenho um ponto de referência, algo bizarro que possa ter acontecido, ou mesmo algo que eu tenha imaginado e ache válido compartilhar com vocês, a dias tento escrever, mas sempre algo me impede.


Hoje dia dos pais, sonhei que meu pai tinha me espancado. Mas isso é claro nunca aconteceu, e não tem nada a ver eu falar isso agora. A veradade é que a minha vida em duas semanas se transformou como minha inspiração: nada de bom!

Fui no médico, e ele me disse que eu deveria me ocupar e namorar, é NAMORAR. Às vezes eu penso que ele pode ter razão, mas é bem às vezes. Fico ouvindo constantemente Cannonball [e pensando em você]. Eu tô a tanto tempo sozinha que nem sei... e acabei acreditando que eu era/sou não sei muito feliz sozinha, mas as coisas passaram a ser sempre sozinha. Vejo filmes sozinha, vou ao cinema sozinha, como sozinha, dou risada sozinha e principalmente choro sozinha. É tão triste admitir isso! Tão triste!

Mas sei que sou eu quem não permite as opurtunidades da vida, sei que eu gosto muito de você, mas não sei como falar.

Life, it taught me to die
So it's not hard to fall
When you float like a cannonball
Still a little bit of your song in my ear
Still a little bit of your words I long to hear
So step a little closer to me
So close that I can't see what's going on...



3 comentários:

Maf disse...

Pois eh, né?

Eu poderia escrever uma porção de coisas aqui, dizer o que penso, o que sinto e o que acho. No entanto, por mais que eu dê a minha por vezes estranha, por vezes coerente [ou idiota mesmo, rs] visão, as rédeas desse troço chamado destino estão nas suas mãos. Sabe, estamos vivendo situações diferentes, mas partem de muitos lugares-comuns, e é por isso mesmo que cada dia mais me covenço de que somos siameses [rs... exagerei um pouco na comparação, mas minha socialista fanta - bamboocha entende, né?]. Enfim, tudo isso pra apenas em uma palavra resumir tudo o que serve pra nós dois: VIVA!

Besos, podia desejar uma ótima semana. Mas mais do que desejar, mando ótimas vibrações positivas pra vc!
:]

Thaís Fronczak disse...

É, acho que o primerio passo é começar a viver! O problema esta em saber q tem q se dar o primeiro passo, mas na verdade temos medo de dar, me sinto assim as vezes, essa semana cheguei a uma conclusão até q engraçada, que merece um post daquele tamnho, mas não me inspirei ainda rs! Que ser responsavel demais ainda vai me deixar louca e cheia de rugas!rs!
Então, vamos viver a vida da melhor maneira possivel, mesmo q de vez em qdo a gente leia torto o q deus escreve certo né???

MAs chega de falar se não isso vai ficar mais grande q seu post e vc vai me chamar de atrevida! =]
Beijos
e saiba q seu floco de neve aqui sempre vai te amar meu coração de melão!!

Cá Ramalho disse...

Eu li, mas n sei bem oq dizer a respeito.. só acho que se vc acha que algo deve ser feito, então faça. Dor de amor não costuma ser eterna.. arriscar pode nem sempre dar certo, mas faz bem saber que se arriscou.

Bjs, eu amo vc e sinto saudades!
;*

Foi no médico, ãh! Que progresso!rs